História da IMW

No dia 5 de janeiro de 1967, na cidade de Friburgo (R.J., Brasil), foi fundada a Igreja Metodista Wesleyana (I.M.W.), igreja comprometida com a herança do metodismo histórico, ramo universal da Igreja de Jesus Cristo, compondo-se inicialmente de ministros e leigos que cooperavam na Igreja Metodista do Brasil. Os motivos que deram origem ao desligamento, basearam-se na doutrina do baptismo com o Espírito Santo, como uma segunda bênção para o cristão, e na aceitação da obra pentecostal, incluindo os dons mencionados na Bíblia Sagrada. Acrescentando-se ainda a realização da obra do avivamento espiritual, as orações pelos enfermos e os cultos sem liturgia e protocolos.

A I.M.W. conta hoje (2017) com milhares de igrejas espalhadas pela Argentina, Bélgica, Bolívia, Brasil, Burkina-Faso, Estados Unidas da América, Grécia, Japão, Luxemburgo, Moçambique, Paraguai, Peru, Portugal, Senegal, Uruguai, Venezuela, entre outros países, com milhares de pessoas (mais de 120.000 pessoas, segundo dados de 2016) de todas as faixas etárias. Para além do trabalho de implantação de igrejas, a I.M.W. tem investido na área das Publicações através da CPIMW (Centro de Publicações), e na Educação (CEFORTE – Centro de Formação Teológica), Missões (agemiw) e Apoio Social, em todos estes países, através da AWAS – Associação Wesleyana de Ação Social, o braço social da I.M.W.

Resultado do dedicação missionária da I.M.W. do Brasil, foi constituída a igreja em Portugal, com sede em Aveiro, no dia 26 de setembro de 1979. Em 2009, foi efectuado o averbamento de Igreja supranacional, passado a denominar-se “Igreja Metodista Wesleyana em Portugal”. Em 2010, após o parecer unânime da Comissão de Liberdade Religiosa, por despacho, através de Atestado de Radicação, assinado pelo Sr. Ministro da Justiça, a I.M.W. em Portugal foi reconhecida como “Igreja Radicada”.

A igreja hoje existente em Moçambique é resultado do esforço missionário da igreja portuguesa, contando também com o apoio da igreja brasileira. Hoje a comunidade wesleyana em Moçambique conta com quase 1000 cristãos (2016). O primeiro centro infantil John Wesley tem fornecimento ensino e alimentação a quase 100 crianças, estando já em início a construção do segundo centro infantil.